Aubin Tonalamatl

Descrição

O Aubin Tonalamatl é um códice pictórico que se lê de cima para baixo e da direita para a esquerda. Originalmente incluía mais dois fólios que, desde então, encontram-se perdidos. O Tonalamatl (papel de casca [ou livro] dos dias), era usado por sacerdotes astecas num ritual de adivinhação. Tonalli significa “dia” e amatl se refere ao papel produzido da parte interna da casca de árvores do gênero Ficus. A obra contém um calendário religioso de 260 dias, o Tonalpohualli, que era usado como um devocional diário e cerimonial para a celebração de feriados, e que serviu como a base das previsões astrológicas para o gráfico de nascimento. Este calendário litúrgico fazia parte de uma coleção pertencente a Lorenzo Boturini Benaducci (de 1702 a 1751), confiscada durante sua expulsão da Nova Espanha, em meados da década de 1740. O códice parece ter passado por várias mãos antes de ser vendido por 2.000 francos ao americanista Alexis Aubin em 24 de outubro de 1841, que comprou a obra de Frédéric de Waldeck; o manuscrito havia permanecido com Waldeck desde o início da década de 1800. Em 1889, Eugène Goupil, de origem mexicana e francesa, adquiriu a imensa coleção de manuscritos mesoamericanos de Aubin, incluindo esta obra, e em 1898 sua viúva a doou à Biblioteca Nacional da França. Este precioso manuscrito foi posteriormente roubado e atualmente está no México. As autoridades mexicanas, que se recusam a devolvê-la, confiaram o calendário ao Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do país.

Data de Criação

Data do Assunto

Título no Idioma Original

Tonalamatl

Tipo de Item

Referências

  1. Frederick Starr, “Review of The Tonalamatl of the Aubin Collection: An Old Mexican Picture Manuscript in the Paris National Library. With Introduction and Explanatory Text by Eduard Seler,” American Anthropologist, New Series 4, no. 1 (January−March 1902): 145−47.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 7 de julho de 2015