Carta de Ludwig van Beethoven à sua “Imortal amada”

Descrição

Esta carta é um dos documentos mais famosos do legado deixado pelo grande compositor alemão Ludwig van Beethoven (1770-1827). Escrita a lápis, é destinada a uma mulher desconhecida com quem Beethoven, aparentemente, tinha uma relação amorosa e a quem ele se refere em certo momento como sua “Imortal amada”. A data está incompleta; há apenas anotações registrando “no dia 6 de julho” e “no dia 7 de julho”, enquanto informações sobre o ano e o local onde a carta foi escrita não são fornecidas. Estudiosos agora afirmam que Beethoven escreveu a carta em 1812 em Teplitz, na Boêmia (atual Teplice, na República Checa), quando foi para os spas no início de uma longa estadia para tratamento e reabilitação. Também foi lá que Beethoven teve vários encontros pessoais com o grande poeta alemão Johann Wolfgang von Goethe. A identidade da destinatária permanece desconhecida. Desde a publicação inicial da carta na biografia de Beethoven de 1840, de Anton Schindler, numerosas candidatas foram e continuam sendo sugeridas, de modo que a própria busca pela “Imortal amada” se tornou um campo separado da pesquisa biográfica de Beethoven. Porém, nenhuma identificação definitiva da mulher foi realizada. A carta apareceu junto com os documentos deixados por Beethoven. Sendo assim, é possível que ela não tenha sido enviada e nunca tenha chegado à sua destinatária pretendida.

Última Atualização: 8 de julho de 2015