Terceira edição dos cinco dramas do Sul

Descrição

Esta obra contém cinco dramas do Sul: Huan sha ji (O conto da lavagem da seda), Jin yin ji (O conto do selo dourado), Xiang nang ji (O conto do sachê púrpura), Xiu ru ji (A história da capa bordada), e  Feng ming ji (O conto da fênix chorona). O conto da lavagem da seda, também chamado Wu Yue chun qiu (Anais dos estados de Wu e Yue), em dois juan, foi escrito por Liang Chenyu (por volta de 1519 a aproximadamente 1591), um dramaturgo da dinastia Ming. Liang, nome de cortesia Bolong, nomes de estilo Shaobai e Chouchi Waishi, era natural de Kunshan, Jiangsu. A peça tem 45 cenas. A história se originou das Wu Yue shi jia (Famílias Wu e Yue) em Shi ji (Registros do historiador) e Wu Yue chun qiu, escritos por Zhao Ye e que falam sobre os estados combatentes Wu e Yue do período de primavera e outono. O conto do selo dourado, em dois juan, foi escrito por Su Fuzhi, um dramaturgo do início da dinastia Ming sobre quem não há informações. Ele provavelmente esteve ativo durante o reinado do imperador Chenghua, Xianzong (no poder de 1465 a 1487). A peça apresenta 38 cenas e conta a história de Su Qin do Período dos Estados Combatentes (de 476 a 220 a.C.). O conto do sachê púrpura, em dois juan, foi obra de Shao Can, nomes de cortesia Wenming e Hongzhi, nome de estilo Banjiang, natural de Yixing (na atual Jiangsu), que viveu em torno dos reinados de Chenghua e Hongzhi (de 1465 a 1505). A obra tem 42 cenas e conta a história do sachê púrpura que foi apropriado de forma indevida e que pertencia a Zhang Jiucheng da dinastia Song. A história da capa bordada, em dois juan, foi escrita por Xue Jingun, cujo nome de cortesia era Baichang. Ele era natural de Wujin, Jiangsu. As datas de seu nascimento e da sua morte são desconhecidas. A peça é uma história de amor em 41 cenas. O conto da fênix chorona, em dois juan, foi escrito por Wang Shizhen (de 1526 a 1590), um estudioso literário e historiador da dinastia Ming, nome de cortesia Yuanmei, nomes de estilo Fengzhou e Yanzhou Shanren, natural de Taichang, Jiangsu. A peça apresenta 41 cenas e tem como centro o conflito entre oficiais da corte, liderados por Xi Yan (de 1482 a 1548) e Yang Jisheng (de 1516 a 1555), e o astuto ministro Yan Song e seu filho. Em sua preocupação com os acontecimentos do momento, a peça rompe o padrão de chuan qi (drama do Sul), onde geralmente o herói e a heroína principais eram o foco. Esta cópia na coleção da Biblioteca Central Nacional apresenta um breve comentário, índice e ilustrações no início de cada juan. Além disso, Jin yin ji, Xiu ru ji e Feng ming ji também trazem a inscrição na última página, fora do quadro ao lado esquerdo, em tinta, que diz: Changle Zheng Zhenduo cang shu (Livros da biblioteca de Zheng Zhenduo de Changle). Há também uma inscrição em vermelho na capa de Xiu ru ji, escrita à mão por Renqiu Jushi (pseudônimo de Zheng Zhenduo), alegando que a cópia era uma edição impressa no final da dinastia Ming. Os comentários na obra foram atribuídos a Li Zhuowu (de 1527 a 1602), mas na verdade foram escritos por Ye Zhou, um comentarista Ming de ficção e drama de Wuxi.

Última Atualização: 25 de junho de 2015