Guerra contra a Turquia

Descrição

Esta impressão, que mostra tropas russas armadas com espadas e baionetas num combate cerrado com tropas turcas, faz parte da coleção de pôsteres em estilo lubok da Primeira Guerra Mundial, conservada na Biblioteca Britânica. A legenda descreve: “Nossas tropas invadiram a Turquia, destruíram as unidades das tropas turcas que avançavam, e capturaram Zivin, Karakulissа Passinskaya, Akhty, Dydah, Korun, Mysun e Arzap. Os turcos recuaram, sofrendo perdas e deixando os mortos para trás. Após forçar o inimigo a sair da vila, um de nossos flancos deu início a um súbito ataque. Os turcos fugiram, deixando os feridos. Em Ardost Eid capturamos muitos mantimentos. Também capturamos Alikilissa, Coração e Kara-Derbent. Uma de nossas sotnias [unidades de 100 pessoas] cossacas bravamente atacou a cavalo as trincheiras e derrotou a infantaria turca numa luta de espadas”. Esta imagem, como muitas outras na coleção, foi impressa na gráfica de Ivan Sytin (de 1851 a 1934), em Moscou. Por volta da década de 1880, Sytin tinha se tornado o editor mais popular e bem-sucedido de imagens em estilo lubok na Rússia. Ele também publicou livros populares baratos para trabalhadores e camponeses, livros didáticos, e literatura para crianças. A qualidade dessa impressão é muito melhor do que muitas imagens de outras gráficas; há uma combinação perfeita de cores e tons e uma quantidade maior de pequenos detalhes que o observador pode apreciar. Lubok é uma palavra russa para impressões populares criadas a partir de gravuras, xilogravuras, águas-fortes ou, mais tarde, litografia. As impressões muitas vezes se caracterizavam por simples ilustrações coloridas que retratavam uma narrativa, e também podiam incluir textos. Durante a Primeira Guerra Mundial, o estilo informou os russos sobre os eventos na linha de frente, reforçou o moral e serviu como propaganda contra combatentes inimigos.

Última Atualização: 14 de novembro de 2017