Mapa do sul do Turquestão

Descrição

O nome Turquestão significa “Terra dos turcos”, em persa. O Turquestão nunca correspondeu a uma entidade nacional, mas foi usado no mundo persa e em outros locais para significar o domínio de povos turcos na Ásia Central. Durante a segunda metade do século XIX, essas terras formaram o cenário da intensa rivalidade política entre Grã-Bretanha e Rússia Imperial conhecida como o Grande Jogo. Durante esse período, o Império Russo conquistou vastas regiões na Ásia Central, atribuindo grande parte do seu território que havia acabado de adquirir ao recém-instituído regime de governo-geral do Turquestão. Como destaque, esse mapa apresenta o Emirado de Bokhara e o Canato de Khiva, não inclusos no regime de governo-geral. Após suas derrotas para a Rússia, ambos os territórios se tornaram protetorados russos. O Canato de Kokand (que corresponde aproximadamente à área marcada como Ferghana), foi conquistado em 1876 e, em vez de receber status de protetorado, foi anexado aos vastos domínios do governo-geral do Turquestão. Hoje, a área nesse mapa que corresponde à Ásia Central fica dentro das fronteiras dos estados do Turcomenistão, Tadjiquistão, Cazaquistão, Uzbequistão, Quirguistão, todas ex-repúblicas soviéticas que receberam a independência após a dissolução da União Soviética em 1991. Uma observação escrita à mão descreve as consequências da elevação dos mares de Aral e Cáspio, um processo que seria invertido drasticamente na segunda metade do século XX, quando o Mar de Aral praticamente desapareceu como consequência de projetos de irrigação soviéticos mal planejados. O mapa registra: “Emprestado pela Sociedade Geográfica Americana para a Conferência de Paz de Versalhes, de 1918 a 1919”.

Última Atualização: 14 de novembro de 2017