As paixões da alma

Descrição

Les Passions de l'âme (As paixões da alma) é um tratado sobre filosofia moral publicado em Paris em 1649, no qual o filósofo René Descartes (de 1596 a 1650) teoriza sobre “as paixões”, ou o que leitores contemporâneos chamariam de emoções. Descartes argumenta que as paixões é uma questão de natureza e, portanto, do corpo. Não são inerentemente más para o espírito, contanto que sejam mantidas sob controle moral e de livre-arbítrio, que são capazes de avaliar as paixões. Enquanto Descartes continua numa longa tradição de teorizar sobre as paixões, sua abordagem psicológica se mostra inovadora e prenuncia o nascimento da neurofisiologia como disciplina científica. No contexto da visão mecanicista da vida, que ganhava popularidade na ciência do século XVII, Descartes percebeu o corpo como uma máquina autônoma; daí sua abordagem fisiológica para as paixões da alma. As paixões não são mais vistas como doenças, mas sim como manifestações naturais, os funcionamentos que Descartes procura explicar. Descartes passou um tempo trocando cartas com a princesa Isabel da Boêmia sobre vários assuntos filosóficos, dos quais um foi a questão da ética. Este tratado sobre as paixões da alma é fruto dessa troca de correspondências.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

H. Legras, Paris

Idioma

Título no Idioma Original

Les Passions de l'âme

Lugar

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

286 páginas

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 8 de julho de 2015