A princesa de Montpensier

Descrição

Esta primeira edição de La Princesse de Montpensier (A princesa de Montpensier), de Madame de La Fayette, foi publicada anonimamente em 1662. Ocorrendo durante as guerras religiosas do século anterior, é a história dos amores entrelaçados da princesa com seu marido, o príncipe, com o duque de Guise, a quem ela havia amado antes de seu casamento arranjado, e com seu amigo, o conde de Chabannes. O conde, apaixonado pela princesa que não se importa com ele, sacrifica sua honra para salvar sua senhora, antes de ser assassinado durante os eventos conhecidos como Massacre do dia de São Bartolomeu, ocorrido em agosto de 1572. Quando a princesa descobre que seu marido está apaixonado por outra mulher, ela morre da “dor de ter perdido a estima de seu marido, o coração do seu amante e o amigo mais perfeito que já existiu”. Esse romance de estilo simples está ancorado na realidade histórica do século anterior (quase todos os personagens eram pessoas da vida real), mas se mantém fiel aos costumes de seu tempo. Os personagens não são apresentados como exemplos a serem seguidos, muito pelo contrário: o marido não dá muita atenção à sua esposa, o amante não é confiável, e a principal preocupação da mulher é satisfazer seus próprios desejos. Apenas Chabannes se perde em nome de um ideal ultrapassado. O amor, exaltado em qualquer outro lugar, aqui é descrito como um veneno que revela a hipocrisia social e conduz à tragédia: “aquele que está apaixonado é muito fraco”. Essa obra precede o grande best seller do século XVII escrito por Madame de La Fayette, La Princesse de Clèves (A princesa de Cleves), publicado em 1678.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

T. Jolly, Paris

Idioma

Título no Idioma Original

La Princesse de Montpensier

Lugar

Tipo de Item

Descrição Física

142 páginas

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 23 de abril de 2015