Hagadá de Pessach

Descrição

Este manuscrito é uma Hagadá. Esse termo hebreu se origina de uma raiz hebraica que significa conto, em particular um conto ou uma história edificantes. A lei judaica ordena que seus seguidores contem a cada ano, de geração em geração, como os judeus fugiram do Egito, e os milagres realizados por Deus naquela época. A Hagadá é uma coleção de textos escolhidos da Bíblia e do Talmude que facilita a celebração da liturgia familiar nas duas primeiras noites do Pessach durante as refeições festivas. O manuscrito apresenta uma decoração com 76 iluminuras coloridas. Seis palavras iniciais aparecem escritas em letras grandes coloridas com prata ou ouro. Essas iluminuras retratam episódios de passagens bíblicas que celebram a libertação dos judeus da escravidão no Egito e o Pessach original, quando as crianças judias foram poupadas na última das dez pragas, em que os primogênitos do Egito foram mortos. O colofão no fólio 39 reto indica que essa Hagadá foi copiada pelo escriba Abraham ben Moses Landau. O estilo de iluminura indica que o manuscrito foi produzido na Baviera por volta do final do século XV. As pinturas, feitas por talentosos artistas anônimos, retratam personagens em roupas tradicionais e mostram a riqueza da cultura judaica no sul da Alemanha durante a Idade Média.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

40 folhas; 235 x 174 milímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 23 de abril de 2015