Viagens na Arábia: compreendendo um relato desses territórios em Hedjaz que os muçulmanos consideram sagrados

Descrição

John Lewis Burckhardt (de 1784 a 1817) nasceu em Lausanne, na Suíça, com o nome Johann Ludwig Burckhardt. Os relatos de suas viagens no Oriente Médio no início do século XIX estão entre as primeiras descrições europeias modernas da Síria, da Arábia, do Egito e do Sudão. Após terminar os estudos universitários na Suíça, ele foi à Inglaterra para se matricular na Universidade de Cambridge, onde estudou árabe e islã a fim de se preparar para uma carreira como explorador aventureiro. Seu conhecido Muhammad ‘Ali Basha, governador do Egito, disse de seu aventureirismo: “ele possuía a ‘loucura de viajar’”. Burckhardt passou seus vinte e poucos anos na Síria, onde aperfeiçoou seu árabe e se estabeleceu como estudioso do islã e mendicante. Entre 1814 e 1815, ele viajou para o oeste da Península Árabe. Viagens na Arábia é uma das várias obras antropológicas e geográficas escritas por Burckhardt antes de sua vida ser interrompida aos 33 anos por uma doença contraída no Cairo. O capítulo intitulado “Observações sobre os habitantes de Meca e Djidda” é rico em detalhes e opiniões sobre costumes nacionais, tribos, tratamento dos escravos, comércio diário, dias de festa, relações com outras nacionalidades e vida intelectual. Na época da visita de Burckhardt, Meca e toda a região de Hejaz estavam sob o controle de Muhammad ‘Ali Basha, governador-geral do sultão otomano. Sua vitória sobre as forças wahhabistas afetou a vida diária na região. Outras obras de Burckhardt incluem descrições da Síria, o Levante, Sinai, e o Vale do Nilo; Anotações sobre beduínos e wahhabistas; e uma coleção de provérbios árabes, principalmente egípcios, compilados postumamente, tirados de seus diários de campo. Este livro está em dois volumes e contém vários mapas e diagramas. Os apêndices fornecem detalhes de peregrinação e rotas de comércio que saem de Meca. Burckhardt viajou pessoalmente por algumas dessas rotas; outras ele conheceu com base em descrições de viajantes e beduínos. O livro foi publicado com o apoio da Associação para promover a descoberta de áreas no interior da África, fundada na Inglaterra em 1788 para estimular a exploração da África e acabar com o comércio de escravos africanos.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Associação africana para promover a descoberta de áreas no interior da África, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

Travels in Arabia: Comprehending an Account of those Territories in Hedjaz which the Mohammedans Regard as Sacred

Tipo de Item

Descrição Física

2 volumes; 22 centímetros

Referências

  1. Burckhardt, John Lewis, Travels in Nubia (London: John Murray, 1822).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 10 de abril de 2015