Diálogo sobre a dialética

Descrição

Este códice, criado na abadia de Tegernsee sob a direção de Froumund (por volta de 960 a 1008), é obra de vários escribas. Além de Froumund, que copiou parte do texto e inseriu vários comentários, pelo menos outros seis escribas estavam envolvidos. O compêndio Dialogus de dialectica (Diálogo sobre a dialética), trata da dialética, uma das três artes liberales (artes liberais) do trívio medieval, que consistia em gramática, retórica e dialética, ou lógica. Ele foi escrito por Alcuíno (de 735 a 804), o grande estudioso, teólogo e diretor inglês da escola do palácio de Carlos Magno, além de importante figura do Renascimento Carolíngio. A obra é um tratado didático na forma de um diálogo entre Alcuíno e seu discípulo Carlos Magno. O manuscrito apresenta uma decoração modesta. Os desenhos feitos com pena e aquarela nos fólios 1a verso e 19 verso por pessoas diferentes são importantes devido à sua iconografia: o primeiro descreve Alcuíno escrevendo e Carlos Magno sentado no trono, segurando um livro e um cetro; o segundo desenho mostra Alcuíno e Carlos Magno engajados numa conversa. Acredita-se que os desenhos estejam entre os primeiros retratos de Alcuíno e Carlos Magno. O manuscrito foi levado de Tegernsee a Munique em 1803.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Dialogus de dialectica

Tipo de Item

Descrição Física

46 fólios: pergaminho; 19 x 12,5 centímetros

Observações

  • Código BSB: Clm 19437
  • Essa descrição da obra foi escrita por Béatrice Hernad da Biblioteca Estatal da Baviera.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 8 de janeiro de 2018