Poemas de Prudêncio

Descrição

De acordo com registros de inventário, este manuscrito deve ter feito parte da biblioteca da abadia de São Emerano antes de 993. Ele contém as obras completas de Prudêncio (nascido em 348), que desfrutaram de grande popularidade na Idade Média, mas que hoje são preservadas em sua totalidade apenas 30 manuscritos. O manuscrito está escrito em minúscula carolíngia em várias caligrafias, e apresenta 11 iniciais desenhadas à pena por dois ilustradores na cor vermelho-tijolo, duas delas mostrando elementos zoomórficos. A inicial A “Ales diei nuntius” (O arauto alado do dia), no fólio 2 verso, que mostra um galo com um ramo de folhas, é posicionada no início do primeiro hino, Ad Galli cantum (No cantar do galo). Comentários inseridos entre as linhas e as margens em caligrafias mais recentes demonstram os esforços para compreender corretamente esse sofisticado texto. Essa tradição remonta a Iso de São Galo (falecido por volta de 871), ilustre diretor da escola monástica da abadia de São Galo, que comentou as obras de Prudêncio. O manuscrito chegou a Munique em 1811 e hoje faz parte da coleção da Biblioteca Estadual da Baviera. Aurélio Clemente Prudêncio foi um poeta cristão que nasceu em 348 no norte da Espanha. Ele escreveu poemas líricos, didáticos e polêmicos sobre temas cristãos.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Prudentii carmina

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

209 fólios; pergaminho

Observações

  • Código BSB: Clm 14395
  • Essa descrição da obra foi escrita por Claudia Fabian da Biblioteca Estatal da Baviera.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 20 de dezembro de 2016