A consolação da filosofia

Descrição

Consolatio Philosophiae (A consolação da filosofia) é uma obra filosófica escrita por Boécio, descendente de uma influente família romana, por volta do ano 524. É considerada como uma das obras mais importantes e influentes do mundo ocidental. O livro foi composto durante o período de um ano em que Boécio esteve preso enquanto aguardava seu julgamento pelo crime de traição no reinado do rei ostrogodo Teodorico, o Grande. Considerado culpado, Boécio foi executado em 524. Escrita na forma de um diálogo entre Boécio e a Senhora Filosofia, a obra passou por várias ilustrações na Idade Média. O fólio 1 verso deste volume do século XI apresenta um desenho feito com pena e aquarela que descreve uma cena vista em muitos outros manuscritos: na cadeia, Boécio é visitado e consolado por uma personificação feminina da filosofia. O manuscrito, com comentários anotados em alto-alemão antigo, é típico de códices destinados para o uso diário; foi provavelmente escrito em Salzburgo e preservado na biblioteca da Catedral de Salzburgo até o início do século XIX. Hoje, a obra faz parte das coleções da Biblioteca Estadual da Baviera.

Data de Criação

Data do Assunto

Título no Idioma Original

De consolatione philosophiæ

Tipo de Item

Descrição Física

76 fólios: pergaminho; 25 x 18,5 centímetros

Observações

  • Código BSB: Clm 15825
  • Essa descrição da obra foi escrita por Wolfgang-Valentin Ikas da Biblioteca Estatal da Baviera.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 20 de dezembro de 2016