Exposição de realidades explicando o “Tesouro de complicações”

Descrição

Esta obra de seis volumes da al-shari’ah (Lei islâmica) é um comentário de ʻUthman ibn ʻAli al-Zaylaʻi (falecido em 1342 ou 1343) sobre um compêndio de julgamentos feito por ʻAbd Allah ibn Ahmad Al-Nasafi (falecido em 1310), um contemporâneo do autor. Textos jurídicos islâmicos são frequentemente acompanhados por comentários marginais, e Tabayīn al-ḥaqāʼiq (Exposição de realidades) não é exceção. O texto principal de al-Zaylaʻi é acompanhado nas margens por um comentário de Shihab al-Din Ahmad al-Shilbi (falecido em 1611 ou 1612). Assim, o manuscrito contém o comentário Tabayīn al-ḥaqāʼiq de al-Zayla'i sobre Kanz al-daqāʼiq (Tesouro de complicações) de al-Nasafi, com uma glosa marginal sem título feita por al-Shilbi sobre o comentário de al-Zaylaʻi. Tabayīn al-ḥaqāʼiq é uma exposição abrangente de normas jurídicas hanafitas, incluindo as que se referem a tópicos como oração e ritual, operações comerciais, casamento e divórcio, adoção de crianças, procedimentos legais e muitos outros. Al-Nasafi é estimado por seguidores da jurisprudência hanafita; e o comentário de al-Zayla‘i é muito bem conceituado. Pouco se sabe da vida de al-Zayla‘i, exceto que ele provavelmente veio da cidade portuária de al-Zayla‘ (também chamada de Zeila ou Saylac, na atual Somália), e que lecionou no Cairo. Na literatura biográfica, os registros sobre al-Shilbi aparecem menos ainda. Assim como outras escolas de lei sunita, a tradição hanafita começou bem depois da morte do profeta Maomé, em 632. Abu Hanifah (falecido em 767 ou 768) ganhou sua reputação como professor em Bagdá e Kufa, no Iraque abássida. Seus ensinamentos foram memorizados, copiados e transmitidos por seus alunos e sucessores, cujas obras são consagradas. A jurisprudência hanafita é a tradição predominante na Ásia Central e do Sul, na Turquia e em muitas outras regiões. A presente obra foi publicada no Cairo na editora Bulaq, a gráfica do governo, e paga pelo comerciante de livros ʻUmar al-Khashshab, que “assumiu as despesas da impressão visto que alunos solicitavam a obra, especialistas precisavam dela e o público desejava seus benefícios”.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

al-Maṭbaʻah al-Kubrá al-Amīrīyah, Cairo

Idioma

Título no Idioma Original

تبيين الحقائق شرح كنز الدقائق

Tipo de Item

Descrição Física

6 volumes; 25 centímetros

Observações

  • A obra não conta com o índice impresso do volume 3, que aqui é fornecido numa nota escrita à mão no final do volume. No volume 4, as páginas 118 e 121 apresentam erros de impressão.

Referências

  1. J. Schacht, “Abu Hanifa al-Nu’man,” in Encyclopaedia of Islam (Leiden: Brill, 1986).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 9 de junho de 2015