Aos que tombaram, e outros poemas

Descrição

Robert Laurence Binyon (de 1869 a 1943) foi um poeta e historiador de arte que passou sua carreira inteira no Museu Britânico, onde escreveu estudos sobre a arte holandesa, britânica e asiática. Aos 16 anos publicou seu primeiro poema e continuou escrevendo poesia ao longo de sua vida. Em 21 de setembro de 1914, logo após a eclosão da Primeira Guerra Mundial, Binyon publicou, no The Times de Londres, o que se tornaria seu poema mais famoso, a elegia “Aos que tombaram”. Profético em relação às enormes baixas que a Grã-Bretanha sofreria durante os próximos quatro anos de guerra, o poema mais tarde foi transformado em música por Sir Edward Elgar em sua obra de coral O espírito da Inglaterra (de 1916 a 1917). Após a guerra, passagens de “Aos que tombaram” foram esculpidas em diversas lápides e cenotáfios, e a obra era frequentemente recitada nas cerimônias do Dia da Lembrança, recordando as perdas da Grã-Bretanha durante a guerra, uma prática que continua até os dias de hoje. Aqui apresentamos Aos que tombaram, e outros poemas, um pequeno volume publicado em 1917 com três poemas de tempos de guerra escritos por Binyon: “Aos que tombaram”, “4 de agosto” e “Às mulheres”, com placas acompanhantes. O livro é um notável exemplo de uma coleção de poesias da Primeira Guerra Mundial. Todos os três poemas já haviam aparecidos em uma obra mais comprida, A joeira: poemas sobre a Grande Guerra, publicada no final de 1914.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Hodder & Stoughton, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

For the Fallen, and Other Poems

Tipo de Item

Referências

  1. Hatcher, John. “Binyon, (Robert) Laurence (1869–1943),” in Oxford Dictionary of National Biography, edited by H.C. G. Matthew and Brian Harrison (Oxford: Oxford University Press, 2004).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 11 de setembro de 2017