Coleção de palavras para o uso diário

Descrição

O Setsuyōshū (Coleção de palavras para o uso diário), é um tipo de dicionário japonês do final do período Muromachi (final do século XVI), organizado de acordo com o iroha (alfabeto fonético japonês), e subdividido em categorias semânticas. Este livro é um dos primeiros desse tipo de dicionário a serem publicados. Sua finalidade era ensinar as pessoas a escreverem certas palavras em kanji (caracteres chineses), durante a produção de cartas ou documentos. Ele quase não contém exemplos ou explicações. Não há data de publicação, mas há muito tempo acredita-se que a obra tenha sido publicada por Manjūya Sōji (também chamado de Hayashi Sōji e Rin Sōni, de 1498 a 1581), e também é conhecida como Manjūya-bon Setsuyōshū (O livro de uma coleção de palavras para o uso diário do vendedor de manjū). Manjūya Sōji era comerciante e estudioso de waka (literalmente, poemas japoneses), que viveu em Nara. Acredita-se que um de seus antepassados ​​tenha sido um homem chinês da dinastia Yuan que acompanhou um monge japonês de volta para o Japão após seus estudos na China, e que teria ensinado os japoneses a fazer manjū (bolinhos cozinhados a vapor). Sōji administrava um manjūya (loja de manju) como negócio da família, estudou literatura japonesa e chinesa com os melhores professores da época, como Kiyohara Nobukata (de 1475 a 1550), e é provável que também tenha sido proficiente em renga (verso colaborativo). Muitos dos Manjūya-bon Setsuyōshū atuais estão incompletos, mas esta versão é excelente, tanto em termos de qualidade de impressão quanto de sua condição. É um livro compacto e horizontalmente longo produzido para a conveniência do leitor.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Rin Sōni

Idioma

Título no Idioma Original

節用集

Tipo de Item

Descrição Física

1 livro: 14 x 20,8 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 12 de dezembro de 2017