Livro de horas para o uso em Paris: as horas de Renato de Anjou

Descrição

Esse livro de horas foi escrito por volta de 1435 a 1436 na oficina do Mestre Rohan, em Paris, para Renato de Anjou (de 1409 a 1480), o segundo filho de Luís II de Anjou. Os retratos de Luís II e Renato são encontrados nos fólios 61 e 81, respectivamente, junto com o brasão e os emblemas de Renato. Estes são a morte usando uma coroa, a águia segurando a Cruz de Lorena (em referência à sua primeira esposa, Isabel de Lorena, de quem herdou o ducado em 1431), e a vela ao vento com o lema En Dieu en Soit (De acordo com a vontade de Deus). O retrato de Renato de Anjou sugere que ele era um príncipe desejoso pela glória dinástica, amante do luxo, e patrono sensível à arte de seu tempo e impulsionado pela força de suas devoções. O Mestre de Rohan (prosperou em 1410-1440) é conhecido por um estilo que, em comparação com o trabalho de seus contemporâneos, é de expressão memorável. Acredita-se que ele começou sua carreira em Champagne, trabalhou por um tempo em Paris, e mais tarde retornou a Champagne. Estudiosos associam as horas de Rohan a Angers e ao tribunal angevino.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Horae ad usum Parisiensem

Tipo de Item

Descrição Física

148 fólios; 260 x 185 milímetros

Referências

  1. Colum Hourihane, editor, The Grove Encyclopedia of Medieval Art and Architecture (New York: Oxford University Press, 2012)

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 17 de outubro de 2017