Três contos

Descrição

Com dificuldades financeiras no final da década de 1870, Gustave Flaubert (de 1821 a 1880) escreveu uma série de obras mais curtas de ficção antes de retornar à sua difícil tarefa de escrever Bouvard et Pécuchet. Un Cœur simple (Um coração simples), foi publicada como uma série no jornal Moniteur universel em abril de 1877, enquanto La Légende de Saint-Julien l'Hospitalier (A lenda de São Julião, o Hospitaleiro) e Hérodias (Herodias) foram publicadas no mesmo mês no jornal Le Bien public. Essas histórias foram compiladas em um livro intitulado Trois contes (Três contos) pela editora Charpentier. O primeiro dos três contos ocorre na época de Flaubert, enquanto o segundo transcorre na Idade Média e o terceiro no tempo de Jesus Cristo. Apesar de os contos se parecerem diferentes – de diferentes épocas; com diferentes personagens, de uma empregada doméstica à esposa de um rei; e com estilos de escrita variando do simples ao épico –, Flaubert tece uma coesão subjacente por entre os três. Todos os contos recorrem à inspiração visual para explorar o tema religião ou, mais precisamente, fé religiosa. O manuscrito que apresentamos aqui é um bom exemplo da inigualável habilidade de escrever de Flaubert. Extraordinário mestre de estilística, ele sonhava em escrever um livro que iria “sobreviver pela pura força de seu estilo”. O rascunho mostra como as sentenças foram reescritas e riscadas, e como as palavras foram retiradas, alteradas e adicionadas até que Flaubert encontrasse o termo perfeito e indispensável. Aqui também apresentamos alguns de seus trabalhos preparatórios como, por exemplo, rascunhos e anotações do escritor.

Última Atualização: 11 de maio de 2015