Técnicas do povo de Annam

Descrição

Henri J. Oger foi um administrador colonial na Indochina Francesa com profunda admiração pelo povo e pela cultura do Vietnã, ou Annam, como os franceses chamavam o local. Em 1908-1909 ele contratou artistas e escultores de madeira para visitar as 36 ruas de Hanói e a zona rural ao redor, a fim de documentar a cultura material, os métodos de produção e as práticas culturais do povo. Os artistas esboçaram 4.200 cenas e produziram gravuras em madeira, das quais as cópias foram feitas. Oger reuniu as impressões para criar a obra Technique du peuple Annamite (Técnicas do povo de Annam), que conta com vários volumes. A obra inteira é composta das ilustrações com legendas anotadas em escrita demótica vietnamita. Entre os temas tratados estão as profissões tradicionais em áreas como agricultura, comércio, fabricação de papel, escultura, gastronomia, construção, adivinhação, pintura, e medicina tradicional. Outros temas também abordados incluem: casamentos, funerais, adoração, feriados importantes, como o festival lunar de Tet e formas de entretenimento, como chute de peteca, jogos de cartas, canto de canções populares, pipas, e caça à borboleta. Aqui mostramos um volume da obra de Oger, das coleções da Biblioteca Nacional do Vietnã. Essa cópia está assinada por Oger na capa e foi dada de presente ao governador-geral da Indochina Francesa, Albert Pierre Sarraut.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Geuthner, Paris

Título no Idioma Original

Technique du peuple annamite

Tipo de Item

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 3 de abril de 2015