Registros de unificação de An Nam

Descrição

Esta obra consiste em relatos de testemunhas oculares dos acontecimentos que ocorreram no Vietnã, entre 1767 e 1804. As evidências apontam para um alto funcionário da corte, Ngo Thoi Nham (conhecido também por Ngo Thi Nham, de 1746 a 1803), como autor dos sete primeiros capítulos. Acredita-se que outro autor que contribuiu com a obra seja Ngo Thoi Chi, um oficial da corte que acompanhou o último rei Lê, Lê Chiêu Thó̂ng, ao exílio em Pequim, onde o rei faleceu em 1793. O título original da obra era Hoàng Lê Nhất Thống Chí (Os registros reais de unificação Lê), e através desse título o autor expressa seu desejo de ver o país reunificado sob a dinastia Lê. Após o falecimento do autor original, outros estudiosos da família Ngo atualizaram a obra, adicionando mais dez capítulos. Com o fim da dinastia Lê, os últimos autores mudaram o título para refletir a reunificação do Vietnã (até então conhecido como Annam) pela dinastia Nguyen do imperador Gia Long. Ngo Thoi Du, também um oficial da corte, foi outro autor que contribuiu com a obra que, escrita no estilo de romance histórico, por muitos anos foi erroneamente considerada ficção. Em tempos mais recentes, tem sido analisada e confirmada por estudiosos vietnamitas como um documento histórico de alta precisão. Este manuscrito contém os primeiros sete capítulos. A narrativa começa com a ascensão ao poder da concubina Đặng Thị Huệ, e termina dois anos após a reunificação de Viet Nam por Gia Long. Ela abrange o fim do governo de Lê Trịnh, quando, com a corte e a política em caos, em 1782 kiêu binh (tropas arrogantes) destronaram o soberano Trịnh Cán, na época apenas uma criança, e colocaram Trịnh Tông em seu lugar. A revolta dos irmãos Nguyễn Huệ em 1770 começou na vila Tây Sơn, marchando mais tarde sobre Thăng Long para derrotar o exército invasor Qing. Isso resultou no exílio do rei Lê Chiêu Thống e depois na sua morte em Pequim. A revolta Tây Sơn ganhou apoio popular e a agitação diminuiu, mas o rei Quang Trung (no poder por volta de 1788 a 1792) morreu jovem. A corte do seu sucessor, Cảnh Thịnh, perdeu o apoio do povo e entrou em colapso em 1802 sob o ataque do exército restaurado de Nguyễn Phúc Ánh, um dos soberanos Nguyễn. Ele ficou conhecido como imperador Gia Long, fundador da dinastia Nguyễn, a última dinastia do Vietnã.

Última Atualização: 3 de abril de 2015