“Mazurka” de Ekaterina Maximova

Descrição

Leonid Zhdanov (de 1927 a 2010) tirou esta foto em 1968. Ela mostra Ekaterina Maximova (de 1939 a 2009), bailarina do Teatro Bolshoi, dançando Mazurka (do balé Skryabiniana), criada por Kasian Goleizovsky (de 1892 a 1970). Coreografada especificamente para Maximova, a dança foi realizada pela primeira vez em 1960, num programa de concerto. Maximova se formou em 1958 na Escola de Balé de Moscou no Teatro Bolshoi (atualmente conhecida como Academia Estatal de Coreografia de Moscou), onde teve aulas com Elizaveta Gerdt. Foi aceita no Teatro Bolshoi. Um ano depois, durante uma turnê nos Estados Unidos e no Canadá, ganhou o afeto do público e da imprensa, que adoravam a dança e o sorriso encantador dessa “elfa maravilhosa” e “bailarina bebê”. Durante muitos anos Galina Ulanova foi instrutora de Maximova no Bolshoi. Ela trabalhou com Maximova nos papéis de Gisele e Julieta, que foram, em uma certa época, os melhores papéis em seu repertório. Radiante, a dançarina também brilhou no papel cômico de Kitri, em Dom Quixote. Ela e seu parceiro Vladimir Vasiliev eram chamados de “dueto dourado do Teatro Bolshoi”, e muitos coreógrafos criaram danças especificamente para ela. Yuri Grigorovich, Tom Schilling e Maurice Béjart, todos tinham grande respeito por seu talento. Mas foi em balés produzidos para a televisão, como Galatea, Velho tango, Chapliniana (dirigido por Alexander Belinsky e com coreografia de Dmitry Bryantsev), e Anyuta (organizado e coreografado por Vladimir Vasiliev), que Maximova revelou plenamente seus dons. Ela apareceu não apenas como dançarina, mas como uma excepcional atriz, capaz de interpretar todos os tipos de papéis, de comédia irônica à tragédia. Zhdanov, um dançarino Bolshoi e depois professor de coreografia por 50 anos, também foi fotógrafo profissional de balé na maior parte de sua carreira. Suas fotos são espontâneas e registram os movimentos, os humores e as emoções dos dançarinos em sua naturalidade. A Instituição Renascimento da Arte em Moscou mantém esta imagem e o restante do arquivo de Zhdanov.

Última Atualização: 3 de fevereiro de 2015