Conhecimento da Terra

Descrição

Conforme indicado no capítulo de introdução, o assunto de Maʻrifat al-arz̤ (Conhecimento da Terra, ou Introdução à geologia) é “a estrutura e a evolução contínua que [a Terra] tem sofrido em eras anteriores e no período atual”. A obra, portanto, pode ser considerada como um texto introdutório sobre geologia. Depois da introdução há 20 capítulos sobre temas que vão desde “pedras” (capítulo dois) até o “Período Quaternário” (capítulo 21). Em cada capítulo as seções são numeradas consecutivamente, a última sendo a seção 167, “A Era do Gelo”. Entre outros tópicos abordados estão os de ciclo da água, erosão e vulcanismo, e vários eventos históricos são listados, incluindo o terremoto de Lisboa em 1755 e a erupção vulcânica na Martinica em 1902. Escrito antes da aceitação generalizada da teoria da deriva continental, o livro descreve terremotos como tendo uma “causa ainda não determinada” (embora o autor rejeite o vulcanismo como causa básica). A divisão dos períodos de tempo geológico em primário, secundário, terciário e quaternário já estava ultrapassada na época em que o livro foi escrito. A obra remanescente não inclui figuras ou notas, criando assim um enigma, pois o texto apresenta diversas referências a figuras. (É possível que as figuras tenham sido publicadas separadamente ou que a presente obra esteja de alguma forma incompleta). Sua impressão ocorreu na gráfica Dar al-Saltanah, em Cabul. O autor, certo Arjumand, era professor de história proveniente da Pérsia contratado na Escola Amaniyah em Cabul. Essa escola foi fundada pelo governador afegão Amanullah Khan (no poder de 1919 a 1929), e composta por professores persas e franceses. O livro foi publicado em 1926-1927 (A.H. 1305).

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Dār al-Salṭanah, Cabul

Idioma

Título no Idioma Original

معرفة الارض

Lugar

Tipo de Item

Descrição Física

204 páginas; 22 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 30 de setembro de 2016