Notas daqueles que se baseiam na compreensão e na verificação quanto à questão dos hadiths e de sua revogação

Descrição

Este manuscrito, de uma obra do jurista do século XII Abu Faraj ibn al-Jawzi, é uma crítica dos 21 hadiths, ou ditos, do Profeta Maomé. Uma questão significativa no estudo dos hadiths é a verificação da cadeia de transmissão, chegando até o próprio Profeta. Nesta obra, bem como em outras, Ibn al-Jawzi comenta sobre a transmissão dos ditos e sobre a má interpretação ou classificação dos companheiros ou parentes do Profeta, como ‘Ali ibn Abi Talib, Ibn ‘Abbas e Abu Hurayrah. Os tópicos dos hadiths discutidos incluem questões sobre as orações, higiene pessoal e o recebimento de presentes. Ibn al-Jawzi foi um dos mais influentes escritores e pregadores da escola hanbali da lei islâmica. Ele foi o autor de dezenas de escritos, alguns dos quais ainda são impressos. O incipit deste texto lista as pessoas que alegam tê-lo ouvido diretamente de Ibn al-Jawzi ou seus estudantes. A obra pertence às coleções da Biblioteca e Arquivos Nacionais do Egito, estando encadernado junto a dois outros manuscritos. A data em que foi copiada é indistinguível, assim como o nome inteiro do copista, que parece ter sido o mesmo escriba que produziu um dos dois outros manuscritos junto dos quais esta obra está encadernada, Comentário sobre o poema de al-Busti “Ascender em seu próprio mundo é decair”.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

اخبار اهل الرسوخ في الفقه و التحديث بمقدار الناسخ والمنسوخ في الحديث

Tipo de Item

Referências

  1. Jonathan A.C. Brown, “Did the Prophet Say It or Not?” Journal of the American Oriental Society 129, number 2 (2009).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 24 de agosto de 2016