Matando tempo

Descrição

Durante a segunda década do século XX, foram abertas rodovias para os estados do sul dos EUA, permitindo que homens e mulheres de todo o país vissem os locais exclusivos do interior da Flórida, longe das cidades nas costas leste e oeste. Após a conclusão da estrada que vai de Montreal a Miami, em 1915, o número de turistas com automóveis aumentou drasticamente. Os “turistas em latinhas” originais da década de 1920 foram pioneiros na viagem campista, e a prática se tornou cada vez mais popular depois da Segunda Guerra Mundial, à medida que jovens famílias e também aposentados cada vez mais móveis iam para o sul. Estacionamentos para trailers surgiram para atender esses novos visitantes que traziam junto suas acomodações. Da mesma forma, atrações de beira de estrada e parques de diversões construíram instalações para satisfazer as necessidades dos campistas e dos trailers. A Tin Can Tourists of the World, uma organização de apaixonados por acampamento e trailer, foi fundada em Tampa, Flórida, uma área de acampamento em 1919. Seu objetivo era fornecer aos seus membros áreas seguras e limpas para acampamento, entretenimento sadio e altos valores morais. Esta imagem de John e Lizzie Wilson e seu trailer em Bradenton, na Flórida, em 1951, é um exemplo de turistas em latinhas pós-Segunda Guerra Mundial. A placa na parte traseira do trailer identifica os Wilsons como de Boston, Massachusetts. A fotografia é de Joseph Janney Steinmetz, um fotógrafo comercial mundialmente conhecido cujas imagens já foram publicadas em revistas como Saturday Evening Post, Life, Look, Time, Holiday, Collier’s, e Town & Country. Seu trabalho é visto como “uma história social dos EUA”, que documentou diversas cenas da vida americana. Em 1941, Steinmetz se mudou da Filadélfia para Sarasota, na Flórida.

Última Atualização: 17 de outubro de 2014