Retrato do vaqueiro indígena seminole Charlie Micco, na Reserva Indígena de Brighton

Descrição

Índios seminoles dominaram a indústria pecuária da Flórida durante o início do século XIX. Os seminoles, povo sem origem na pecuária, herdaram gados espanhóis abandonados no século XVI e adotaram o pastoreio como parte de sua própria cultura. Como resultado da luta durante as Guerras dos Seminoles (de 1817 a 1818, de 1835 a 1842 e de 1855 a 1858), o gado seminole praticamente desapareceu. Após a remoção da grande maioria dos seminoles e a apreensão de seu gado, os índios remanescentes da Flórida adaptaram sua cultura de pastoreio à abundante quantidade de porcos selvagens encontrados nas regiões central e sul da Flórida. O governo federal desenvolveu um programa de criação de gado para os seminoles da Flórida durante a Grande Depressão, como parte do Novo acordo indígena. O programa foi criado para fornecer uma base econômica à tribo, e seu objetivo essencial era fazer com que os seminoles deixassem o estilo de vida tradicional baseado na caça, não mais viável no sul do estado. O primeiro rebanho enviado de uma reserva ocidental chegou no início de 1930, mas não conseguiu se adaptar ao calor da Flórida. Os esforços de criação subsequentes combinavam os traços desejáveis ​​do gado que vivia no cerrado da Flórida, descendentes do antigo rebanho espanhol, com variedades produtoras de carne comprovadas. Os programas de criação acabaram resultando em animais resistentes capazes de suportar o clima e manter o peso. Charlie Micco, na foto, teve importante participação no início no desenvolvimento do programa de criação de gado na Reserva de Brighton, localizada no noroeste do lago Okeechobee. Autoridades federais escolheram Micco devido à sua experiência anterior com criação de vacas para fazendeiros brancos perto de Brighton. O governo ajudou a administrar o programa de criação de gado seminole por várias décadas, e depois, na segunda metade do século XX, os seminoles gradualmente assumiram o controle total do programa. A fotografia é de Joseph Janney Steinmetz, um fotógrafo comercial mundialmente conhecido cujas imagens já foram publicadas em revistas como Saturday Evening Post, Life, Look, Time, Holiday, Collier’s, e Town & Country.

Última Atualização: 14 de março de 2016