Rua principal do canal da Flórida

Descrição

O interesse em construir uma rota de água que cortasse a península da Flórida remonta ao domínio colonial dos espanhóis e ingleses e continuou quando a Flórida se tornou território dos EUA em 1821. Os primeiros levantamentos americanos para um possível canal na Flórida foram realizados depois da empolgação em torno da abertura do Canal Erie, em 1825. O presidente Franklin D. Roosevelt autorizou a primeira obra importante em um canal que cortaria toda a Flórida como parte dos programas de obras públicas do Novo Acordo na Flórida. Depois de muito debate, a construção da rota 13-B, de 28 rotas sugeridas, começou em 1935. Defensores da obra receberam bem os empregos e as perspectivas comerciais associadas ao canal, mas opositores temiam que o projeto ficasse muito caro, danificasse o aquífero subterrâneo e tivesse um efeito negativo sobre a agricultura na região central e sul da Flórida. Devido à oposição generalizada, em junho de 1936 o progresso no canal foi interrompido. Em 1962, o Congresso dos EUA autorizou novamente a construção. O Corpo de Engenheiros do Exército dos EUA planejou o que foi chamado de Cross Florida Barge Canal. O canal deveria ter 12 pés (3,66 metros) de profundidade e largura suficiente para duas embarcações passarem ao longo do percurso iniciado na década de 1930. O curso planejado entrava no Rio Saint Johns perto de Jacksonville, cruzava Ocklawaha sul de Palatka, atravessava a cordilheira da região central da Flórida entre Silver Springs e Dunnellon, e depois se encontrava com o Rio Withlacoochee antes de chegar ao Golfo do México perto de Yankeetown. O presidente Lyndon B. Johnson falou das obras na cerimônia de inauguração e, na conclusão de seu discurso, acionou as primeiras cargas de dinamite do projeto. Em 1968, era evidente o grande progresso na parte leste do canal. O filme apresentado aqui oferece um retrato positivo do canal nos estágios iniciais de construção. O governador Haydon Burns introduz o filme descrevendo as razões para realizar a construção, o local e outros detalhes do canal. Também são mostradas ilustrações do projeto proposto, o testemunho de um geólogo, consequências na indústria da Flórida, cenas de inundações em março de 1960, uma sequência de ameaças submarinas do inimigo, e o presidente Johnson acionando as cargas de dinamite que marcaram o início da obra. Porém, principalmente por razões ambientais, logo surgiu uma feroz oposição ao canal, e a construção foi interrompida em 1971.

Última Atualização: 8 de janeiro de 2016