Al-Furqānī’s Qurʼanic “Duʻā”

Descrição

Este manuscrito de 13 páginas é uma duʻā (oração) mística muçulmana atribuída a Sayf ibn ʻAlī ibn ʻĀmir al-Furqānī, um estudioso ibadita omaniano conhecido por seus escritos sobre o esoterismo islâmico. O ibadismo é uma denominação islâmica que tem suas origens no século VII, no período de dissidência entre sunitas e xiitas. O nome é em homenagem a Abdullāh ibn Ibāḍ, um dos estudiosos fundadores da doutrina. Os atuais adeptos do ibadismo são encontrados principalmente em Omã, além de outras comunidades nas regiões norte e leste da África. O atributo do nome adicional de Al-Furqānī’s, al-Nizwī, sugere que ele veio de Nizwā, uma das cidades e centros de estudo mais antigos no interior de Omã. Não está claro quando ele viveu, mas uma nota no final da oração afirma que o manuscrito está em seu próprio punho, e outra nota, embora com tinta diferente, acrescenta que o manuscrito foi copiado em Rabīʿ al-Awwal em 1318 A.H. (junho de 1900). Acredita-se que al-Furqānī costumava praticar esta duʻā após cada uma das cinco orações muçulmanas diárias. O texto nas margens das duas primeiras páginas fornece orientações sobre a natureza da duʻā e como praticá-la. A linguagem é claramente de natureza Sufi, com uso frequente de termos como nūr (luminosidade), ʻilm (conhecimento), luṭf (sublimidade), e sirr (mistério). A última folha do manuscrito mostra outra oração em uma grade formada por 36 quadrados. Cada quadrado é dividido em dois triângulos que estão inscritos com a frase Allāhu ʿalīm (Alá é onisciente) e o número de vezes que a frase deve ser repetida. O uso das letras raízes ‘a-l-m (conhecer), junto com os números, sugere uma crença no chamado ʻilm al-ḥurūf (conhecimento das letras), onde acredita-se que as letras, especialmente aquelas contidas no nome de Deus, carregam segredos divinos que podem ser percebidos apenas por aqueles que adoram com diligência.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

الدعاء القرآني للشيخ الفرقاني

Tipo de Item

Descrição Física

16 páginas: tinta preta; 22 centímetros

Referências

  1. Hussein Ghubash, Oman—The Islamic Democratic Tradition (London and New York:  Routledge, 2006).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 2 de maio de 2015