Seleções de "Suite Iberia"

Descrição

Isaac Albéniz (1860 a 1909) foi o primeiro compositor a valorizar e promover a música espanhola como música universal além da esfera nacional. Iberia, um conjunto de 12 composições para piano publicado em quatro livros, é a obra mais representativa de Albéniz. Seu primeiro título foi Espagne e é, às vezes, chamado de Suite Iberia, baseado no fato de que a orquestração destas peças foi reunida em quatro suites. A série para piano foi composta em Paris e Nice, onde a família de Albéniz viveu entre dezembro de 1905 e janeiro de 1908. A obra foi executada pela primeira vez entre maio de 1906 e janeiro de 1909 pelos pianistas Blanca Selva e Joaquim Malats, que completaram o ciclo apenas três meses antes da morte do compositor. Os livros foram publicados em Paris pela Édition Mutuelle, gerenciada pelos irmãos Castéra. Albéniz revisou a segunda tiragem da primeira edição, que também incluiu mudanças nas gravuras feitas por sua filha Laura e estabeleceu a ordem definitiva das 12 composições. O manuscrito apresentado aqui contém as primeiras obras do terceiro livro (L'Albaicin) e do primeiro livro (Prélude, mais tarde chamado de Évocation), e os três trabalhos que correspondem ao quarto livro (Málaga, Jerez, e Eritaña) e Navarra , de acordo com a ordem de composição. Esta última composição era para ter sido parte do quarto livro, mas acabou sendo rejeitada. O manuscrito acrescenta a segunda obra do primeiro livro (El Puerto) na versão orquestral, e La Vega, da suíte La Alhambra. A coleção pessoal de obras deste compositor e pianista foi doada à Biblioteca da Catalunha por sua viúva, Rosina Jordana, em 1927.

Última Atualização: 13 de janeiro de 2015