Homilias de Organyà

Descrição

Escrito com toda a verossimilhança por um padre na cidade de Organyà, no centro-norte da Catalunha, por volta de 1203 ou 1204, este breve manuscrito contém seis homílias, destinadas a preparar os crentes para uma penitência durante o tempo da Quaresma. O pequeno volume é incompleto; o mais provável é que originalmente contivesse 11 homílias, mas algumas folhas foram perdidas no curso do tempo e as que foram preservadas tiveram as margens cortadas. Os sermões foram copiados em um roteiro que marca a transição entre a escrita carolíngia e a gõtica. É um documento muito pessoal, escrito em pergaminho grosso escurecido pela passagem do tempo. Apesar de sua aparência modesta e simples, este pequeno livro é um dos monumentos mais importantes da língua catalã. Ele transmite o primeiro texto literário preservado inteiramente escrito em catalão. O volume foi encontrado no verão de 1905 na reitoria da igreja de Organyà pelo estudioso Joaquim Miret i Sans em uma de suas viagens até aos Pirineus. Em 1907 Miret i Sans sugeriu ao Conselho de Museus que deveria ser adquirido por 85 pesetas, um preço alto na época. O documento chegou à Biblioteca da Catalunha em 1913 e desde então tem sido uma das suas peças mais emblemáticas.

Última Atualização: 13 de janeiro de 2015