O livro dos hebreus

Descrição

Manuais ou protocolos notariais são livros usados pelos notários catalães desde o século XIII para registrar em ordem cronológica exata todos os atos notariais. Alguns notários abriram livros especiais em que recolheram um tipo de documento. Aqui temos, por exemplo, um livro mantido por um notário em Cardona, no centro-sul da Catalunha, usado exclusivamente para a gravação de atos jurídicos relativos aos habitantes judeus da aldeia. Em suas páginas, escritas em latim, são encontrados extratos relativos ao reconhecimento de dívidas, aquisições, contratos, doações e pagamentos. A análise dos contratos notariais no manual mostra que os judeus de Cardona estiveram envolvidos na realização de empréstimos com taxa de juro, que, sob a lei judaica, eles eram autorizados a fornecer aos cristãos, mas não a outros judeus. Os cristãos eram tecnicamente proibidos de cobrar juros sobre empréstimos. A maioria dos documentos são reconhecimentos de dívidas contraídas por outros moradores da vila. O desenho bruto à tinta que ilustra a capa do manual, possivelmente feito em um período posterior, mostra um diabo apreendendo dois indivíduos identificados como judeus, ao lado de outro personagem que poderia ser um papa.

Última Atualização: 13 de janeiro de 2015