Mapa geral da província de Astracã: mostrando as rotas postais e as principais estradas, estações e a distância em verstas entre esses pontos

Descrição

Este mapa de 1823 da província de Astracã faz parte de uma obra maior, Geograficheskii atlas Rossiiskoi imperii, tsarstva Pol'skogo i velikogo kniazhestva Finliandskogo (Atlas geográfico do Império Russo, do Reino da Polônia e do Grão-Ducado da Finlândia), com 60 mapas do Império Russo. Compilado e gravado pelo coronel V. P. Piadyshev, o mapa reflete o mapeamento detalhado feito por cartógrafos militares russos nas primeiras décadas do século XIX. Ele também mostra centros populacionais (seis gradações por tamanho), correios, estradas (quatro tipos), fronteiras provinciais e distritais, mosteiros, fábricas, cordões de isolamento, poços e pequenas fortificações. As distâncias são dadas em verstas, uma medida russa equivalente a 1,07 quilômetros que caiu em desuso. As legendas e os topônimos estão em russo e em francês. Astracã foi fundada por volta do século XIII, no delta superior do rio Volga. Durante séculos, a cidade esteve no centro de civilizações da Europa, Ásia, Índia, Pérsia, Geórgia e Armênia. Astracã também ficava perto de Sarai, a famosa capital do reino mongol ocidental, a Horda Dourada. Sarai (neste mapa perto de Selitrenoi Gorodok), foi fundada na década de 1240 pelo governante mongol Badu Khan. Durante todo o período medieval, príncipes russos tiveram que viajar até lá para pagar tributos ao cã. Eles também tinham que receber a yarlyk (licença de autoridade) do cã, e às vezes viajavam até Caracórum (na atual Mongólia), como obrigação política para visitar o Grande Cã. Ao longo dos séculos a região de Astracã foi sitiada por Tamerlão, pelos sultões da Turquia Otomana e pelos czares da Rússia. Em 1556, Ivan, o Terrível, conquistou o Canato de Astracã, um estado remanescente dos mongóis, e incorporou a região aos reinos de Moscóvia. Isso constituiu a ascensão simbólica final da Rússia após séculos de luta contra o jugo mongol. Astracã continuou enfrentando revoltas sociais e políticas, incluindo as rebeliões cossacas de Stepan Razin Timofeevich (conhecido como Stenka Razin), no século XVII, e Kondratii Bulavin, no século XVIII. A cidade ganhou destaque econômico durante o governo de Pedro, o Grande, e Catarina, a Grande, no século XVIII, como porta de entrada da Rússia para o mar Cáspio.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Depósito topográfico militar, São Petersburgo, Rússia

Título no Idioma Original

Генеральная Карта Астраханской Губернiи Съ показанiемъ почтовыхъ и большихъ проѣзжихъ дорогъ, станцiй и разстоянiя между оными верстъ.

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

1 mapa; 40 x 38 centímetros

Observações

  • Escala 1:1.890.000

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 30 de outubro de 2015