Explicação e análise de caracteres, em 15 juan

Descrição

Shuo wen jie zi (Explicação e análise de caracteres), não raro abreviado como Shuo wen, foi compilado por Xu Shen (por volta de 58 a aproximadamente 147), estudioso de Confúcio e linguista da dinastia Han Oriental. Esse é o primeiro dicionário chinês a usar o princípio da organização por seções com componentes compartilhados, denominados bu shou (radicais), e a analisar a forma, o significado e a pronúncia de cada caractere, usando a teoria liu shu (seis categorias dos caracteres chineses), a fim de explicar a lógica por trás deles, bem como sua inter-relação. A obra é precursora de dicionários que sugiram mais tarde. As primeiras edições existentes datavam da dinastia Tang, em dois manuscritos Dunghuang, mas nenhuma foi concluída. As edições remanescentes derivam de duas fontes. Uma foi Shuo wen jie zi xi chuan, compilada por Xu Kai da dinastia Tang do Sul (de 937 a 976), durante o período das Cinco Dinastias e Dez Reinos, em 40 juan, conhecida como a edição Xu mais nova. A outra edição, atendendo a uma ordem imperial, foi uma obra corrigida e revisada por Xu Xuan, irmão mais velho de Xu Kai, no terceiro ano (986) do reinado de Yongxi (de 984 a 987) do imperador Taizong, da dinastia Song. É conhecida como a edição Xu mais velha. No período final da dinastia Ming, Jiguge, a editora em Changshu, adquiriu uma cópia da edição Xu mais velha e a imprimiu, usando um tipo de impressão grande. É por isso que a obra apresenta o estilo e as características de uma edição Song. Aqui exibimos apenas os prefácios, o índice e três capítulos.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Mao Jin, Jiguge, Changshu, Jiangsu

Idioma

Título no Idioma Original

说文解字十五卷

Tipo de Item

Descrição Física

5 volumes; 21,0 x 15,8 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 11 de maio de 2015