Mapa dos campos auríferos do Alasca

Descrição

A partir da metade do século XIX houve uma sucessão de descobertas de ouro ao longo da costa oeste dos Estados Unidos, em um arco crescente que vai da Califórnia ao Alasca. A grande corrida do ouro da Califórnia, em 1849, foi seguida por muitas outras “corridas” nas décadas seguintes, culminando na corrida do ouro de Klondike, em 1897, e a corrida do ouro de Nome, em 1899, ambas no Alasca. Este mapa foi publicado em 1897, logo após descobertas de ouro em Bonanza Creek, ao lado do rio Klondike, um afluente do poderoso rio Yukon. A corrida ao Klondike provou ser uma das maiores da história, e foi representada em poesias e prosas lendárias de Robert W. Service (de 1874 a 1958) e Jack London (de 1876 a 1916). Conforme mostra o mapa, houve muitas outras descobertas de ouro no Alasca: ao longo do rio Yukon, em Juneau e outras partes do sudeste do Alasca, e na região de Cook Inlet (perto da atual Anchorage). O mapa apresenta os campos auríferos, destacados em vermelho, mais importantes até aquela época, e também nomes de cadeias de montanhas, rios e outros acidentes geográficos proeminentes no Alasca, em Yukon e na Colúmbia Britânica. É claro que famosas descobertas de ouro que ocorreram mais tarde em Nome, Fairbanks e Livengood não são mostradas. As notícias dessas descobertas, transmitidas para a nação e para o mundo por telégrafo e jornal, estimularam milhares de garimpeiros a sacrificar tudo na busca febril e muitas vezes imprudente pela fortuna.

Projetista

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Map of the Alaskan Gold Fields

Tipo de Item

Descrição Física

1 mapa; cor; 23 x 30 centímetros

Observações

  • Escala 1:9.000.000

Referências

  1. Pierre Berton, Klondike: The Last Great Gold Rush, 1896−1899 (Toronto: Anchor Canada, 2001).
  2. Dean Littlepage, Gold Fever in the North: The Alaska-Yukon Gold Rush Era, A Gold Rush Centennial Exhibition (Anchorage: Anchorage Museum of History and Art, 1997).
  3. Samuel B. Steele, Forty Years in Canada (London: H. Jenkins, 1915).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 16 de setembro de 2015