Evangelhos

Descrição

Este livro do Evangelho do período carolíngio foi produzido pela escola da Mogúncia de caligrafia e iluminuras, uma das sucessoras da escola do palácio (ou corte) de Carlos Magno. Em suas tabelas canônicas e retratos dos evangelistas, a obra mistura o estilo otoniano do século X com as tradições do grupo carolíngio de Ada (final do século XVIII), mais antigo. O manuscrito recebeu seu refinado encadernamento no período otoniano. Suas partes mais valiosas são as duas notórias peças de marfim. O batismo de Cristo é representado na capa; na contracapa, são exibidas a Anunciação e o nascimento de Cristo. Não se tem certeza se a peça de marfim na contracapa pertencia originalmente a este códice. O livro do Evangelho pertenceu originalmente à Catedral de Bamberga, à qual foi possivelmente dado pelo Imperador Henrique II (reinou entre 1014 a 1024). O grupo de Ada é um conjunto de esculturas em marfim e um grupo de cerca de 10 manuscritos iluminados que recebem seu nome em referência a um livro do Evangelho encomendado por volta do ano de 750 por Ada, meia-irmã de Carlos Magno. Estas obras são os exemplares mais antigos da escola da corte de Carlos Magno.

Última Atualização: 17 de outubro de 2017