Bernardo de Claraval. Terceira série de máximas, número 16. A composição externa e interna do homem (fragmento) / David von Augsburg. Sermão contra os judeus, pagãos e arianos / Quodvultdeus de Cartago (pseudo-Agostinho). Muspilli

Descrição

O poema em alto-alemão antigo “Muspilli”, sobre o destino da alma após a morte, o Dia do Julgamento e o Armagedon, está escrito em folhas em branco e nas margens de um manuscrito do sermão pseudo-agostiniano Sermo contra Judaeos, Paganos et Arianos (Sermão contra os judeus, pagãos e arianos). O sermão propriamente dito foi escrito em Salzburgo, em uma refinada caligrafia carolíngia minúscula, contando com uma dedicatória em letras maiúsculas rústicas (anverso do fólio 120) de Adalram, arcebispo de Salzburgo de 821 a 836, a Luís, Duque da Baviera (mais tarde Rei Luís, o Germânico, 843 a 876). O sermão é de Quodvultdeus, bispo de Cartago entre 437 e 454. As obras pseudo-agostinianas foram escritas por vários autores e são erroneamente atribuídas a Santo Agostinho de Hipona, ou tentam se passar por obras suas.

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

Bernardus Claraevallensis: Sententiarum series tertia, Nr. 16. David de Augusta: De exterioris et interioris hominis compositione (Fragmentum). Quodvultdeus Carthaginiensis (Pseudo- Augustinus): Sermo contra Judaeos, Paganos et Arianos. Muspilli

Tipo de Item

Descrição Física

122 folhas: pergaminho; 18 x 13 centímetros.

Observações

  • Código BSB: Clm 14098
  • Essa descrição da obra foi escrita por Elisabeth Wunderle da Biblioteca Estatal da Baviera.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 20 de dezembro de 2016