Oração de Wessobrunn

Descrição

Este manuscrito, datado do início do século IX, contém a Wessobrunner Gebet (Oração de Wessobrunn) e muitas outras obras curtas. A oração em si, em prosa, que dá ao texto como um todo o seu nome, é precedida por um curto poema sobre a criação que, em nove linhas e versos aliterativos, tenta explicar a criação do mundo a partir do caos. Este pequeno monumento literário está entre os primeiros exemplos escritos da poesia em alto-alemão antigo. Ele chegou até nós como um manuscrito composto (majoritariamente em latim) escrito antes de 814 (a morte de Carlos Magno é mencionada na última página), na diocese de Augsburgo, Baviera, mais provavelmente no monastério de Staffelsee, e não no de Wessobrunn. O manuscrito inclui 70 outros textos curtos, sobretudo teológicos. Entre o verso do fólio 1 e o anverso do fólio 21, narra-se a lenda da Vera Cruz, cujas ilustrações primitivas, provavelmente bávaras, formam um dos primeiros ciclos de conteúdo não-bíblico na história da iluminação alemã. O manuscrito é escrito em caligrafia minúscula carolíngia e mostra a influência da caligrafia anglo-saxã por meio do uso de runas.

Data de Criação

Data do Assunto

Título no Idioma Original

Wessobrunner Gebet

Tipo de Item

Descrição Física

99 folhas: pergaminho, iluminuras; 18,5 x 14,1 centímetros

Observações

  • Código BSB: Clm 22053
  • Essa descrição da obra foi escrita por Wolfgang-Valentin Ikas da Biblioteca Estatal da Baviera.

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 20 de dezembro de 2016