Painel central da Caverna Pintada de Gáldar

Descrição

A Caverna Pintada de Gáldar se localiza no noroeste da Grã Canária, no arquipélago espanhol das Ilhas Canárias. Ela faz parte de um complexo de cavernas pré-hispânicas redescobertas em 1862. Escavações arqueológicas completas ocorreram entre 1987 e 2005. As cavernas foram escavadas na tufa calcária e estão dispostas ao redor de um espaço central. A primeira ocupação do assentamento ocorreu a partir do século VI, mas a datação por carbono-14 sugere que a caverna adquiriu sua aparência atual no fim do século XII. O sistema de cavernas foi criado pelos guanches, os habitantes originais da Grã Canária, e sua função pode ter mudado com o decorrer do tempo. Múmias, objetos de cerâmica e outros artefatos foram encontrados nas cavernas, e o espaço provavelmente desempenhava tanto um papel doméstico, quanto servia como um centro para rituais, como oferendas e cerimônias em honra dos ancestrais, importantes nesta sociedade fortemente hierárquica. Decorar paredes era algo comum entre as culturas aborígenes da ilha, e o friso polícromo da Caverna Pintada é o melhor e mais complexo exemplo da arte rupestre nativa. Os elementos geométricos decorativos do painel central formam uma composição simétrica, que se inicia no eixo central. Alternam-se triângulos, quadrados, ângulos sobrepostos e círculos concêntricos. A criação destas pinturas murais exigiu um grande domínio técnico. Primeiro, a parede foi preparada para que apresentasse uma superfície homogênea, as rachaduras foram suavizadas e a rocha preparada com uma mistura de argila. As tinturas minerais (ocre vermelho para a cor vermelha e argilas finas esbranquiçadas para a cor branca) foram moídas e, em seguida, misturadas com água, para que pudessem ser aplicadas. As partes pretas da composição do painel provêm do escurecimento natural do próprio pigmento da tufa. O ritmo excepcional e a simetria dos elementos do desenho sugerem que, se esta era de fato uma área ritual, estes podem ser autênticos ideogramas. Eles podem, talvez, representar um sistema de medida e cálculo do tempo, ou um elaborado calendário lunar e solar, com base nas combinações de séries organizadas começando pelo número 12, assim como na alternância entre vermelho, branco e espaços vazios. A Caverna Pintada é mantida pelo Museu e Parque Arqueológico Cueva Pintada. Fotografia tirada por Javier Betancor.

Data de Criação

Data do Assunto

Tipo de Item

Referências

  1. Jorge Onrubia Pintado, La Isla de los "Guanartemes:" Territorio, Sociedad y Poder en la Gran Canaria Indígena (Siglos XIV–XV) (Las Palmas de Gran Canaria: Cabildo Insular de Gran Canaria, 2003).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 13 de junho de 2016