O relato biográfico de Tamerlão

Descrição

Kulliyat-e Farsi Taymurnamah (literalmente, O relato biográfico de Tamerlão) é uma biografia de Timur ou Tamerlão (1336 a 1405), fundador turco-mongol da dinastia e linhagem Timúrida. Ele narra em pormenores sua vida pessoal, política e militar, incluindo campanhas e conquistas e eventos nas regiões da atual Ásia Central, Afeganistão e Irã. Muitas biografias de Tamerlão foram produzidas durante sua vida e após sua morte. Esta versão litografada foi publicada em Tashkent por Matba-e Ghulam Hasan, em 1912. A última página da introdução (páginas 2 a 7) afirma que este livro foi escrito em 1792 durante o reinado de Shah Murad, fundador do emirado de Bucara. O nome completo do autor, Mirza Muhamamd Qasim Ibn Abdul Khaliq Bukhari, aparece na capa, mas nenhuma outra informação sobre ele é fornecida. A introdução a esta cópia é um típico tropo historiográfico persa enaltecendo a supremacia de Deus e vinculando a ascensão de um governante, Tamerlão, à sanção divina. O autor enfatiza que essa conexão também era verdadeira com os profetas, de Abraão a Maomé, e para os quatro primeiros califas do Islã, Abu Bakr, Omar, Usman e Ali. Na página 4 o autor afirma que a “humanidade” é de dois tipos, primeiramente, os profetas e, em seguida, os reis, como protetores da religião, os construtores e mantenedores da paz e defensores da justiça, com coragem e bravura. (Ele nada diz sobre as pessoas que não se encaixam em qualquer uma destas categorias.) Tamerlão (Amir Timur Gorgan) é visto como o último tipo, “inquestionavelmente corajoso e conquistador do mundo da Bulgária à China, e o governante do Irã e de Turan”. O autor refere-se a outros biógrafos de Tamerlão, incluindo Qazi Abdul Wakil e Abdul Razzaq Samarqandi. Ele cobre a origem familiar de Tamerlão, a coroação como um governante em Balkh, entre 1369 e 1370 e suas campanhas militares. O trabalho também se expande para além da vida de Tamerlão para cobrir eventos relacionados com a vida de seus descendentes, incluindo a coroação de Mirza Shahrukh como um dinasta em Herat, a ascensão de Babur como imperador na região do Coração e na Índia e o surgimento dos uzbeques e safávidas como novas linhagens políticas em Mawaranahr, Coração, e Irã. Eventos históricos específicos, figuras individuais e narrativas são marcados com subtítulos em negrito dentro do texto e acima. A primeira dastan (narrativa) nas páginas 8 a 15 refere-se ao nascimento de Tamerlão. A última dastan, ou narrativa, trata de sua morte e trata brevemente de seus descendentes, com destaque para seus 34 filhos e muitos netos. Notas e assinaturas de leitores anônimos, ou talvez do autor, aparecem nas margens do texto, assim como selos e carimbos de muitos outros leitores na última página do livro. O trabalho tem cerca de 440 páginas, ordenadas em numerais indo-arábicos.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Matba-e Ghulam Hasan, Tashkent

Idioma

Título no Idioma Original

کلیات فارسی تیمور نامه

Tipo de Item

Descrição Física

441 páginas; 32 centímetros

Referências

  1. Ron Sela, The Legendary Biographies of Tamerlane: Islam and Heroic Apocrypha in Central Asia (Cambridge, United Kingdom: Cambridge University Press, 2011).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 30 de setembro de 2016