O sol do dia, volume 1, número 9, janeiro de 1874

Descrição

Shams al-nahār (O sol do dia) é o periódico impresso mais antigo publicado no Afeganistão. O governante afegão Sher ʻAlī Khān (no poder de 1863 a 1866 e de 1868 a 1879) introduziu a prensa tipográfica no Afeganistão após uma viagem à Índia, onde aparentemente ficou impressionado com os avanços tecnológicos durante o Raj Britânico. Sabe-se que pelo menos três editoras litográficas operavam em Cabul durante o segundo período do governo de Sher ʻAlī Khān: a Shams al-nahār, a Murtaḍāwī e a Muṣṭafawī. As primeiras edições de Shams al-nahār foram impressas na editora Murtaḍāwī. A publicação passou a ser feita na editora Shams al-nahār no mais tardar a partir da sétima edição. A primeira página do Shams al-nahār contém um emblema com um medalhão circular encerrando o nome Shams al-nahār-i Kābul e ladeado por dois leões com espadas. Os leões fazem alusão a Sher ʻAlī Khān. Sher significa leão em persa, e ʻAlī, o respeitado genro do profeta Maomé, é com frequência simbolizado pelo epíteto Shīr-i Ḥaqq (Leão de Deus). Toda a composição é adornada por versos devocionais com pedidos de sucesso a Deus. Esta cópia é a nona edição, datando de 7 de Dhū al-Ḥijja de 1290, ou 26 de janeiro de 1874. O início do periódico contém instruções para se tornar assinante e uma lista com os preços de assinatura, e um anúncio para uma obra de referência em árabe, persa, inglês e urdu. O restante dessa edição contém diversas entradas de notícias curtas, com tamanhos que variam de várias linhas a algumas páginas. Os artigos se referem a notícias do Afeganistão, mas também de potências coloniais europeias bastante envolvidas em assuntos afegãos, com destaque para Grã-Bretanha e Rússia. Aparecem também vários relatórios sobre o casamento da princesa russa Maria Alexandrovna com o príncipe Alfredo da Grã Bretanha, bem como um artigo sobre o desembarque das forças britânicas em Cape Coast, na África, durante a Terceira Guerra Anglo-Ashanti. Alguns dos artigos são atribuídos a publicações de notícias indianas (Ṭilism-i ḥayratSind News Mufarraḥ al-qulūb). Alguns itens, sob o título “A situação da Europa via linha elétrica”, são histórias transmitidas por telégrafo. As histórias de notícias do Afeganistão incluem um relatório sobre um projeto para ajudar desabrigados em Cabul e sobre a morte por exposição às intempéries de uma mulher indigente hazara.

Última Atualização: 21 de abril de 2017