O memorial conhecido como o maior prado de flores

Descrição

Taz̲kirah-i gulzār-i Aʿẓam (O memorial conhecido como o maior prado de flores) é um compêndio biográfico de poetas e suas produções poéticas. Ele pertence ao gênero taz̲kirah (memorial) da literatura persa e indo-persa. O autor, Muḥammad Ghauth Khān, nasceu em 29 de Dhū al-Ḥijjah de 1239 A.H. (25 de agosto de 1824), em Chennai, na Índia, e foi o último nababo da Carnática. Na introdução à Taz̲kirah, Muḥammad Ghauth Khān descreve, após escrever uma obra biográfica anterior, ubḥ-i Waan (Aurora da terra natal, concluída em 1257 A.H. [1841-1842]), como ficou ansioso para escrever um livro mais abrangente, com poemas escolhidos de modo mais criterioso para cada poeta. O resultado foi a obra Taz̲kirah-i gulzār-i Aʿẓam, cujo título se refere tanto ao gênero quanto ao seu autor (Aʿẓam, que significa “o maior”, era o takhalluṣ, ou pseudônimo, do autor). O gulzār (prado) no título se refere à coleção de poetas inclusos na obra. O título também é um cronograma que faz referência à sua data de publicação. Taz̲kirah-i gulzār-i Aʿẓam consiste em entradas biográficas de 141 poetas dispostos em ordem alfabética pelo takhallus de cada poeta. (A obra anterior do autor, ubḥ-i Waan, possui 90 entradas). As entradas aqui incluem informações biográficas, bem como amostras da obra de cada poeta. Os poetas são geralmente do subcontinente indiano, embora de vez em quando apareçam listados como imigrantes na Índia vindos da Pérsia, como por exemplo na entrada de Wālih, ou Muḥammad Musawī, que registra Khurāsān como sua casa. A obra foi escrita em persa, língua literária da Índia durante a era mogol e as seguintes. Esta edição foi impressa em 1272 A.H. (1855-1856) na gráfica Sarkāṛī (provavelmente em Rampur, na Índia). O pai de Muḥammad, Nawab Aʿẓam Jāh, morreu logo após o nascimento de seu filho, mas Muḥammad não assumiu o poder até ser empossado como nababo por curadores coloniais britânicos em 1842. Antes disso, seu tio, o príncipe ‘Aẓīm Jāh Bahādur, exerceu o cargo de regente. (‘Aẓīm Jāh Bahādur é registrado na Taz̲kirah-i gulzār-i Aʿẓam sob o takhalluṣ Naẓīr e sua entrada descreve uma peregrinação à Meca e à Medina, bem como a fundação que realizou de uma escola para estudantes muçulmanos.) Muḥammad Ghauth Khān morreu sem filhos em outubro de 1855. Em vez de devolver o poder a ‘Aẓīm Jāh Bahādur, a Companhia Britânica das Índias Orientais escolheu anexar o reino carnático, encerrando, assim, o reinado dos nababos da Carnática.

Última Atualização: 30 de setembro de 2016