Evangelhos de Reichenau

Descrição

Acredita-se que este Livro do Evangelho de meados do século XI tenha vindo da Abadia de Reichenau, no Lago de Constança, Alemanha, com base em sua caligrafia e nas iluminuras. A decoração do manuscrito coloca-o dentre as obras da chamada escola Luithar de Reichenau. Seus motivos ornamentais podem ser comparados aos de Munique, Bayerische Staatsbibliothek Clm. 4453, e sua paleta é quase idêntica à dos manuscritos de Reichenau do Tesouro da Catedral de Bamberg. A obra inclui miniaturas de página inteira de São Mateus, São Marcos, São Lucas e São João, além do Evangelho Sagrado de Jesus Cristo, de acordo com cada um dos quatro evangelistas. Caracteres unciais dourados dão início a cada parágrafo, bem como às palavras introdutórias de cada capítulo; eles são uma marca distintiva da produção de Reichenau. O texto do manuscrito foi escrito em minúsculas carolinas. Ele é paleograficamente relacionado a Bamberg, Staatsbibliothek, Mss. Bibl. 76 e Bibl. 22, bem como a Munique, Bayerische Staatsbibliothek, Clm. 4454. Em sua totalidade, trata-se de um exemplo excelente da iluminura otoniana. O período otoniano recebe seu nome de Oto I, Oto II e Oto III, reis alemães e sacros imperadores romanos da dinastia saxã que reinou durante os séculos X e início do século XI.

Última Atualização: 17 de outubro de 2017