Código comercial otomano: tradução árabe

Descrição

Este volume contém traduções para o árabe de quatro obras relacionadas ao código comercial otomano, originalmente publicado na Turquia: O código comercial, Apêndice, Fontes das sentenças judiciais e Comentário. O código comercial otomano e suas atualizações tinham como base o código francês de 1807. A importância do código reside no fato de que ele representava uma ruptura com os pressupostos da sharia (lei islâmica) e preparava o caminho para a promulgação de códigos criminais e civis e para a reorganização dos tribunais. A publicação da tradução foi um projeto do próprio tradutor, Niqula al-Naqqash, e do impressor-editor Ibrahim Sadr, proprietário tanto da Editora al-‘Umumiyah, em Beirute, quanto da livraria conhecida como Editora al-Misbah (Editora a Lanterna). As obras foram publicadas de maneira separada entre 1880 e 1885. Niqula e seu irmão, Marun, eram homens de interesses variados e talentos nas artes, na política e na administração. Niqula se tornou proeminente no governo provincial otomano, chegando a ser membro do parlamento imperial. Ele era bastante ligado à hierarquia maronita e porta-voz do patriarcado. Marun é reconhecido como fundador do teatro árabe moderno, projeto que contou com a colaboração de seu irmão. O próprio Niqula tentou escrever peças teatrais, publicando Al-Shaykh al-Jahil (O xeique avarento) no final da década de 1840. Seu sobrinho, Salim ibn Khalil al-Naqqash, ajudou a consolidar o teatro no Egito.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Editora al-Masbah, Beirute

Idioma

Título no Idioma Original

قانون التجارة، ذيل قانون التجارة، نظام أصول المحاكمات التجارية، شرح قانون التجارة

Tipo de Item

Descrição Física

72 páginas; 21 centímetros

Referências

  1. Niyazi Berkes, The Development of Secularism in Turkey (New York: Routledge, 1998).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 6 de maio de 2015