Resultados do movimento revolucionário na Rússia durante um período de 40 anos (1862 a 1902)

Descrição

Este livro, publicado em Genebra em 1903, é o número 24 de uma série de 43 títulos produzidos entre 1902 e 1904 pela organização social-democrata Zhizn' (Vida) como “Biblioteca do Proletariado Russo”. O livro é uma compilação de documentos, incluindo programas, manifestos e artigos relacionados ao movimento revolucionário russo entre 1862 e 1902. Dentre os documentos encontrados no livro estão a declaração Molodaia Rossiia (Jovem Rússia), publicada em 1862; artigos do Zemlia i Volia (Terra e liberdade), órgão da sociedade Narodnik (Populista) publicado entre 1878 e 1879; e artigos do Narodnoe delo (A causa do povo), um periódico revolucionário publicado entre 1868 e 1870. Estão incluídos ensaios de pensadores revolucionários importantes, como Mikhail A. Bakunin (1814 a 1876) e Petr A. Kropotkin (1842 a 1921). O livro também contém o texto de uma carta do Narodnaia Volia (A vontade do povo) ao Czar Alexandre III. Esta organização foi responsável pelo assassinto do pai de Alexandre, o Czar Alexandre II, em São Petersburgo, no dia 1 de março de 1881. A carta, datada de 10 de março de 1881, era um ultimato do comitê do Narodnaia Volia a Alexandre III. Os membros pedem que o czar se envolva em discussões abertas sobre o futuro político da Rússia e introduza reformas abrangentes no país, em troca disso eles concordariam em suspender sua atividade de militância e se dedicariam ao bem-estar da população. O volume também inclui um rascunho do programa dos Social-Democratas Russos, um manifesto do Partido Trabalhista Social-Democrata Russo (PTSDR) e decisões tomadas em seu primeiro congresso, organizado em março de 1898. O PTSDR se dividiria mais tarde entre as faccções menchevique (minoria) e bolchevique (maioria); por fim, esta última se tornaria o Partido Comunista da União Soviética. O livro está preservado na Biblioteca Histórica Pública do Estado da Rússia.

Última Atualização: 8 de agosto de 2014