Nigéria

Descrição

Em preparação para a esperada conferência de paz após a Primeira Guerra Mundial, na primavera de 1917, o Ministério das Relações Exteriores britânico criou um departamento especial responsável pelo planejamento de informações de base que seriam usadas pelos delegados britânicos durante a conferência. Nigéria é o Número 94 em uma série de mais de 160 estudos produzidos por este departamento, a maioria dos quais foi publicada após a conclusão da Conferência de Paz de Paris, em 1919. A colônia e protetorado da Nigéria era um território administrado pelos britânicos, criada em 1906 a partir da fusão da colônia e protetorado de Lagos com o protetorado do Sul da Nigéria, e mais tarde, em 1914, com o protetorado do Norte da Nigéria. O livro trata de geografia política e física, história política, condições sociais e políticas, e condições econômicas. A população do território é estimada em 17 milhões, distribuída entre diversos grupos étnicos e linguísticos, incluindo um grande número de Ibo, Hausa e Fulani. O estudo destaca a importância do território para o Império Britânico: “A importância da Nigéria, tanto na esfera política como comercial, é demasiadamente óbvia e não precisa ser enfatizada. O território fornece à Grã-Bretanha controle total da bacia do Baixo Níger e do Delta do Níger, acesso ao Lago Chade, e predominância entre os estados muçulmanos nesta parte da África Central... Oferece abundância e variedade de produtos tanto da costa como do interior, além de riqueza agrícola e minerais, com destaque para carvão e estanho.” Não há referência sobre petróleo, que não foi descoberto na Nigéria até 1956 e desenvolveu-se como a principal indústria do país no final dos anos de 1960. A Nigéria se tornou independente em 1º de outubro de 1960, e é o país mais populoso da África.

Última Atualização: 14 de novembro de 2017