As antigas possessões alemãs na Oceania

Descrição

Em preparação para a esperada conferência de paz após a Primeira Guerra Mundial, na primavera de 1917, o Ministério das Relações Exteriores britânico criou um departamento especial responsável pelo planejamento de informações de base que seriam usadas pelos delegados britânicos durante a conferência. As antigas possessões alemãs na Oceania é o Número 146 em uma série de mais de 160 estudos produzidos por este departamento, a maioria dos quais foi publicada após a conclusão da Conferência de Paz de Paris, em 1919. Este livro contém seções sobre geografia política e física, história política, condições sociais e políticas e condições econômicas. Ele aborda Kaiser Wilhelmsland, o Arquipélago de Bismarck, as Ilhas Caroline e Palau, as Ilhas Marianas, as Ilhas Marshall e Samoa. A seção sobre a história política descreve a aquisição de um império no Pacífico pela Alemanha no fim do século XIX, por meios que incluíam a proclamação dos protetorados, a compra de territórios da Espanha e a conclusão dos acordos Franco-Germânico e Anglo-Germânico nas esferas de interesse e de partilha de territórios. A Alemanha perdeu todas essas colônias no fim da Primeira Guerra Mundial. Kaiser Wilhelmsland e o Arquipélago de Bismarck foram ocupados pelas tropas australianas no início da guerra em 1914 e, após a guerra, a Austrália os administrou sob mandato da Liga das Nações. Hoje, os dois fazem parte do estado independente da Papua-Nova Guiné. As ilhas Caroline e Palau foram ocupadas pelo Japão em 1914 e por ele administradas, após a Primeira Guerra Mundial, sob mandato da Liga das Nações e, após a Segunda Guerra Mundial, pelos Estados Unidos, sob mandato das Nações Unidas. Hoje, elas formam os dois países independentes dos Estados Federados da Micronésia e Palau. As Ilhas Marianas e as Ilhas Marshall foram ocupadas pelo Japão em 1914 e por ele administradas após a Primeira Guerra Mundial e, após a Segunda Guerra Mundial, pelos Estados Unidos. Hoje, as Ilhas Marianas são um território americano e as Ilhas Marshall compõem a independente República das Ilhas Marshall. As forças da Nova Zelândia ocuparam o protetorado alemão de Samoa em 1914 e o administraram sob mandato das Nações Unidas até 1962. Atualmente, o território pertence ao Estado independente de Samoa.

Última Atualização: 11 de setembro de 2017