Congresso de Viena, de 1814 a 1815

Descrição

Pensando na conferência de paz que deveria acontecer após a Primeira Guerra Mundial, na primavera de 1917 o Ministério das Relações Exteriores britânico criou um departamento especial responsável pela preparação de informações básicas, que seriam usadas por emissários britânicos durante o evento. Congresso de Viena, de 1814 a 1815 é o Número 153 em uma série de mais de 160 estudos produzidos por este departamento, a maioria dos quais publicada após a conclusão da Conferência de Paz de Paris de 1919. O autor do estudo, Charles Webster (de 1886 a 1961), foi um jovem historiador que trabalhava no departamento de inteligência do estado-maior geral do Ministério da Guerra, e acabou sendo transferido para o Ministério das Relações Exteriores para oferecer conselhos sobre as negociações de paz pós-guerra e preparar um manual sobre o Congresso de Viena. No seu trabalho acadêmico pré-guerra em Cambridge, Webster havia se especializado em história diplomática do século XIX. Na introdução de sua obra ele escreve que seu objetivo é pormenorizar as negociações de 1814 e 1815. “Durante estes anos, por conta de vários tratados celebrados em Paris e em Viena, as fronteiras de quase todos os países da Europa foram redefinidas, e as possessões ultramarinas das potências continentais tiveram que ser redistribuídas novamente. O despotismo militar de Napoleão havia transformado completamente a Europa, enquanto as colônias francesas, holandesas e dinamarquesas foram conquistadas pela Grã-Bretanha. A destruição do Império Napoleônico, portanto, exigiu tanto a reconstrução da Europa como uma redistribuição do poder colonial; o paralelo entre os problemas daquela época e os problemas atuais é, em alguns aspectos, muitíssimo estreito”. O livro é dividido em quatro partes, tratando da preparação, da organização, do trabalho e da realização do congresso. Os apêndices incluem textos de muitos documentos importantes reproduzidos com base nos arquivos sobre a organização e a realização do congresso. Um mapa desdobrável registra os estados da Europa e compara as fronteiras de 1792 com as de 1815. Publicado mais tarde pela Oxford University Press, o livro de Webster se tornou um clássico. Ao lado de outras obras de sua autoria, o livro restaurou com eficácia a reputação de Lorde Castlereagh como uma das grandes figuras da política externa britânica, e teve grande influência sobre estudiosos e profissionais diplomáticos posteriores, como Henry A. Kissinger, ex-professor da Universidade de Harvard e ex-Secretário de Estado dos EUA.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

H.M. Stationery Office, Londres

Idioma

Título no Idioma Original

The Congress of Vienna, 1814‒1815

Tipo de Item

Descrição Física

174 páginas: 20 centímetros

Observações

  • Da série: Manuais da Paz

Coleção

Referências

  1. G.N. Clark, revised by Muriel E. Chamberlain, “Webster, Sir Charles Kingsley (1886‒1961),” in Oxford Dictionary of National Biography (Oxford, U.K.: Oxford University Press, 2004).

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 14 de novembro de 2017