Rascunhos anotados de ʻĀlamgīrī

Descrição

Este livro litográfico, publicado em 1875 em Lahore, no atual Paquistão, é um volume de cartas escritas pelo imperador mogol Aurangzeb (1618 a 1707, cujo reinado foi entre 1658 e 1707) aos seus filhos, filhas, amigos e ministros. Este também inclui rascunhos, como em um diário ocasional, sobre eventos e outras coisas que chamaram sua atenção. As notas impressas nas margens foram adicionadas por uma pessoa desconhecida e, provavelmente, são posteriores à própria obra. Após aprisionar seu pai, o Imperador Shah Jahan, e matar seus irmãos, Aurangzeb coroou-se imperador da Índia e assumiu o título de ʻĀlamgīr (que significa conquistador do mundo, mas também tem a conotação de vasto e universal). O Império Mogol atingiu sua extensão máxima com Aurangzeb, mas seu reinado severo e a tentativa de impor a ortodoxia muçulmana rigorosa na Índia geraram revoltas entre os povos não muçulmanos, o que levou ao declínio do império. O tratamento de Aurangzeb para com os hindus era especialmente severo, incluindo a imposição de uma capitação e a destruição de muitos templos hindus. Aurangzeb interessava-se por poesia e literatura, e suas cartas são consideradas modelos da elegante prosa persa.

Data de Criação

Data do Assunto

Informação da Publicação

Gráfica de Muṣṭafāʼī, Lahore, Paquistão

Idioma

Título no Idioma Original

رقعات عالمگيرى محشى /‏ ‏محشى مولوى سيد محمد على

Tipo de Item

Descrição Física

144 páginas: impressão litográfica; 26 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 30 de setembro de 2016