Os Analectos de Confúcio

Descrição

Os Rongo (Analectos) são conhecidos como a coletânea das palavras e feitos de Confúcio, tendo influenciado significativamente a cultura da China e dos países vizinhos, em sua condição de mais estimada escritura do confucianismo. Acredita-se que tenha sido introduzido no Japão por volta do século V. Esta obra é chamada de “versão de Tenmon” e é a segunda versão dos Rongo publicada no Japão após os Rongo shikkai (conhecidos como versão de Shōhei) terem sido publicados pela primeira vez no Japão da era Shōhei (1364). Os Analectos de Tenmon foram publicados no segundo ano da era Tenmon (1533) por membros da família de Asaino, um médico e um editor em Sakai, que basearam-se na versão estimada do livro de Kiyohara Nobukata (1475 a 1550), autoridade no estudo da obra confuciana de seu tempo. A obra na coleção da Biblioteca Nacional da Dieta conta com uma folha em branco na parte de trás com as notas da proveniência do autógrafo de Nobukata, datadas de novembro do 16º ano da era Tenmon (1547), e foi claramente impressa; esta parece, portanto, ser uma rara primeira edição. Uma capa suntuosa feita de brocado de Nishijin foi acrescentada ao livro no período Edo.

Data de Criação

Informação da Publicação

Famílias de Asaino, Sakai

Idioma

Título no Idioma Original

論語

Outras Palavras-Chave

Tipo de Item

Descrição Física

1 livro; 27,6 x 21,2 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 19 de junho de 2017