O diário de Mansai

Descrição

Mansai (1378 a 1435) foi um abade do Templo Daigo-ji no início do período Muromachi (séculos XIV a XV). Nascido em uma família aristocrática, Mansai foi adotado pelo xogum Ashikaga Yoshimitsu e ordenado sacerdote. Ele trabalhou para três xoguns, não apenas como padre, mas também como conselheiro político e pessoa próxima. Mansai testemunhou muitos eventos importantes na política, nas relações internacionais, na literatura e na sociedade e tinha acesso privado aos segredos de Estado. Mansai jugō nikki (O diário de Mansai) é, portanto, uma fonte histórica importante. A Biblioteca Nacional da Dieta possui a parte do diário que vai do 18º ao 29º ano do período Ōei (1411 a 1422). As entradas do diário referentes a cada dia estão escritas no verso de um calendário anotado. O documento estava originalmente em forma de rolo, mas foi posteriormente alterado para 11 volumes de livros sanfonados. Sua forma, mais tarde, foi restaurada para os 11 rolos. A Abadia de Sampō-in, do Templo Daigo-ji, possui a parte do diário (38 volumes) que vai do trigésimo ano do período Ōei (1423) ao sétimo ano da Era Eikyō (1435).

Data de Criação

Data do Assunto

Idioma

Título no Idioma Original

満済准后日記

Tipo de Item

Descrição Física

11 rolos; 32 centímetros

Estrutura Internacional para a Interoperabilidade de Imagens (IIIF) Ajuda

Última Atualização: 19 de junho de 2017