Devemos manter Candaar?

Descrição

Devemos manter Candaar? é um panfleto publicado em Londres em maio de 1879, com o intuito de influenciar as negociações em curso entre a Grã-Bretanha e o governo de Moḥammad Yakub Khān na época, emir do Afeganistão, cujo objetivo era finalizar a Segunda Guerra Anglo-Afegã. A guerra começou em novembro de 1878 quando uma força anglo-indiana invadiu o Afeganistão a partir da Índia Britânica, com a suposta finalidade de evitar os avanços russos no país. A força britânica foi bem-sucedida no início e, naquele momento, ocupava Candaar. O autor argumenta que, no tratado de paz, a Grã-Bretanha deveria exigir o direito de continuar sua ocupação da cidade como uma garantia contra possíveis avanços russos. O governo britânico decidiu não seguir essa estratégia. O Tratado de Gandamak, concluído em 26 de maio de 1879, exigia que o emir “conduzisse suas relações com Estados estrangeiros de acordo com o aconselhamento e a vontade do Governo Britânico”, mas restituía a maior parte do território afegão ocupado pela Grã-Bretanha, incluindo Candaar, ao domínio afegão do emir. O autor do panfleto, Demetrius Charles Boulger (1853 a 1928), foi um orientalista britânico que escreveu muitos livros, artigos e panfletos sobre o Império Britânico e assuntos relacionados. Ele descreveu Kandahar como “a principal cidade do Sul do país, antiga capital do Estado inteiro, e o local que, mais que qualquer outro, está associado à glória dos afegãos…”.

Última Atualização: 30 de setembro de 2016