Turquia na Ásia

Descrição

Em preparação para a esperada conferência de paz após a Primeira Guerra Mundial, na primavera de 1917, o Ministério das Relações Exteriores britânico criou um departamento especial responsável pela preparação de informações de base que seriam usadas pelos delegados britânicos durante a conferência. Turquia na Ásia é o Número 58 em uma série de mais de 160 estudos produzidos por este departamento, a maioria dos quais publicados após a conclusão da Conferência de Paz de Paris, em 1919. O livro oferece um breve levantamento da história do Império Otomano, de suas origens, no final do século XIII, até a ascensão dos Jovens Turcos, às vésperas da Primeira Guerra Mundial, além de uma análise da complexa estrutura política do império. Uma seção lida com os esforços, em última instância mal-sucedidos, de Abdülhamid II (1842 a 1918), sultão otomano de 1876 a 1909, para impor um controle centralizado maior sobre as partes mais remotas do império, com ênfase particular sobre a Arábia, o Iraque e os problemas curdos. As seções de conclusão lidam com a ascensão do nacionalismo árabe e a presença de minorias na Ásia Menor, incluindo gregos, judeus e armênios. O estudo não fornece nenhuma recomendação sobre as políticas britânicas, que após 1918 estavam muito ligadas com a questão da dissolução do Império Otomano e suas consequências.

Última Atualização: 14 de novembro de 2017